Roubadas Pelo Mundo
Como eu quase NÃO fui para a Antartida...
por Ignacio Aronovich

 

Acompanhado pelo editor da revista Superinteressante, Denis Russo, encarei o longo vôo para Auckland, na Nova Zelandia. De lá embarcariamos no navio Farley Mowat com a missão de fotografar e documentar a campanha contra a Caça às Baleias da Sea Shepherd na Antártida.

 

 

 

Após conhecermos o navio e parte da tripulação, participamos de um briefing de segurança.
Aprendemos a localização dos botes de emergência, como vestir corretamente o colete salva-vidas,
e outros detalhes importantes. Depois tivemos uma simulação de abandono do navio.
Desci até a minha cabine, contando os degraus e decorando
o caminho. Tentei visualizar o caminho inverso. Deitado em
meu beliche, aguardei o sinal. Um apito soou e tinhamos um
minuto para chegar ao deck. Subi rapidadmente as escadas
tateando para não bater a minha cabeça, e virei à esquerda
em um corredor. Eu acreditava que no final estaria a porta
para o deck externo. Fui andando, andando, e de repente
despenquei uns três metros de altura
. A sensação foi horrível, porque eu estava de olhos vendados e quando comecei a cair não sabia onde isso iria acabar. A resposta foi rápida. Uma pancada seca e muita dor. Eu havia caido de um deck para
outro deck inferior. O impacto principal foi no alto da coxa
esquerda. No fim do corredor, seguindo reto, estava a escotilha
por onde despenquei. Do lado direito, a saída correta.
O responsável pela segurança, Tim, ficou arrasado. Ele deveria estar ali para evitar que alguem despencasse.
Apesar do susto e de um grande hematoma, não aconteceu nada mais grave. Enquanto eu passava um creme
antiséptico, fiquei pensando que se eu tivesse quebrado a perna ou um braço, algo bem plausível devido a
altura que eu despenquei, a minha viagem poderia ter acabado ali mesmo e eu não teria o privilégio de
conhecer a Antártida.

Você pode ler a história completa desta expedição nas palavras de Denis Russo comprando o livro Piratas No Fim do Mundo. As fotos estão no livro Antártida:Imagens de Uma Expedição. e em LOST ART : ANTARCTICA MON AMOUR

mais roubadas: Bolívia | Fear of Flying | terror na montanha russa